Coisas que não vejo mais

25 julho, 2011 § Deixe um comentário

Já faz tempo que sinto que cada vez mais as pessoas estão perdendo os sentimentos, progressivamente param de chorar, de sentir alegrias extremas, param de se impressionar com coisas simples mas inesperadas.

Parece que da mesma forma com que vemos as coisas diminuirem ao crescer, o jeito que o parquinho encolhe, e os lugares perdem espaço, os sentimentos vão se apagando. Vamos parando de nos apaixonar, mesmo que sempre pela mesma pessoa, e não damos conta de que isso acontece.

Não sei se uma virtude ou um vício, mas ocasionalmente minha memória insiste em me lembrar do que é cada vez mais raro. Ver que cada vez menos todos nós paramos para pensar, no que está acontecendo ao nosso redor ou apenas conosco, me deixa meio triste.

Sinto falta de músicas que falam de amor e sentimentos bons, músicas que deveriam ser feitas com sinceridade ao invés de ganância. Pois como era bom o tempo em que se ouvia alguém expressando a dúvida dos sentimentos ao invés de cantadas e certezas que ouço hoje em dia.

Podemos amar mais, podemos chorar mais, podemos confessar mais, sentir mais, viver mais.

Boa noite

18 fevereiro, 2011 § 2 Comentários

Boa noite, algo que não digo para todas as pessoas que deveriam ouvir.

Na verdade até penso se alguém não merece ouvir, pois uma boa noite, uma verdadeiramente boa, não faz mal a ninguém.

Desejo a todos uma boa noite, aquela noite que acalma os ânimos, que nos faz pensar com clareza, nos prepara para o dia de amanhã mesmo que só um pouco; a noite que nos diverte e nos aproxima de algumas pessoas, que faz com que lembremos de outras e até mesmo o contrário.

E quando eu ler esse post futuramente em uma noite aparentemente não tão boa,vou lembrar dessa e de outras que não me deixaram triste ou desesperado. Não adianta cegar as memórias de coisas boas em momentos ruins.

E aos leitores, prezados leitores que me fazem companhia mesmo que virtualmente ou ideologicamente, peço que sintam-se livres de fazer o mesmo.

Uma boa noite a todos, e, caso a sua não esteja perfeita, lembre-se da melhor e durma bem. :)

Vídeo – Hate/Love

16 fevereiro, 2011 § Deixe um comentário

Vídeo criado pela CRUSH para o ADCC (Advertising & Design Club of Canada) awards 2010.

Tá tudo em inglês, se alguém não entender direito, deixa um comentário. ^^

Ótimo para momentos de dúvida.

Tudo tem altos e baixos.

Stars – The xx

10 fevereiro, 2011 § 2 Comentários

Uma excelente banda ;)

E uma excelente música, que na minha interpretação fala sobre “se jogar” e aceitar se não for dar certo mesmo assim.

Outros pontos de vista ou comentários são muito bem aceitos, so post it!

Out.

Russian Roulette – Hot Water Music

20 janeiro, 2011 § Deixe um comentário

Essa é uma música que eu gosto muito, me faz pensar sobre a intensidade das coisas e como tudo pode acontecer de repente e, diante disso, ficamos perdidos e confusos.

 

She lives like russian roulette. Barrel up to the head. Where every sweet young move is belonging to a sickness.

Now enter special things to detour all the pain, like a brand new, solid mess. But nothing seems to last… It strikes when you’ve thought you won. It’s self destruction. It strikes when you’ve thought you won. And the delicate balance won’t survive the turbulence.

Now, enter the escape from everything you’ve made. Cause something wrong inside won’t let you live your life. It strikes when you’ve thought you won. It’s self destruction.

It strikes when you’ve thought you won. And down you will go, with a tail of flames stretched out behind you. The cold wind will blind you. And in all that you can’t see. The simplicity is beautiful.